A criação da IBA - International Bamboo Association - deve unificar as associações de todo o mundo. A ABS - American Bamboo Society já vem desenvolvendo seu trabalho a algum tempo, e eles possuem um grupo de discussão sobre bambu na Internet, em inglês. Estes tem um projeto ambicioso, o BIM - Bamboo Identification Manual -, ferramenta online para ajudar na identificação das espécies. A EBS - European Bamboo Society - é similar ao grupo americano, com seus diversos capítulos divididos entre os países. Na Austrália a Bamboo Society of Australia congrega muitos dos entusiastas australianos. Atualmente o grupo Bamboo Plantations de discussão pela internet aborda questões de ponta com a participação de especialistas de peso.

Na América do Sul temos a ECUABAMBU no Equador, presidida por uma deputada federal, e com um Projeto Nacional de Bambu, para habitações populares e fomento da indústria e comércio. Na Colômbia existe a Sociedad Colombiana de Bambú, presidida pela Dr. Ximena Londoño - taxonomista - e também com um Projeto Nacional. Na América Central a Costa Rica conta com a FUNBAMBU, fundação criada para gerenciar o Projeto Nacional do país. Há também a AMEB - Associação Mexicana de Bambu - e a ASOBAMBU - da Guatemala.

A Ásia conta com a Sociedade Indiana de Bambu, a Sociedade Chinesa de Bambu,a Sociedade Japonesa de Bambu e a Sociedade Filipina de Bambu. Na China existe o China Bamboo Research Center. É na Ásia o principal foco de atuação da INBAR - International Network for Bamboo and Rattan -, instituição de pesquisa e gerenciamento no desenvolvimento de programas sociais que utilizam o bambu e o rattan. Já existem muitos países membros na Ásia e nas Américas.

No Brasil a ABMTENC pesquisa o uso de materiais de construção alternativos, sendo o bambu um material de destaque. Na PUC-RJ o Dr. Khosrow Ghavami, da Faculdade de Engenharia Civil, pesquisa o bambu desde a década de 70, e é presidente da ABMTENC. O Prof. Luis Mendes Ripper, do Departamento de Artes & Design, coordena o LOTDP - Laboratório Oficina de Desenvolvimento de Protótipos -, onde o bambu é um material utilizado em estruturas e objetos. O Prof. Tarciso Filgueiras - botânico -, de Brasília, trabalha em cima das espécies nativas de gramíneas, inclusive o bambu. Edson Sartori e Rubens Cardoso, de Campo Grande - MS, realizam seminários e construções com bambu. No IAC - Instituto Agronômico de Campinas -, o Prof. Anizio Azzini e o Prof. Antônio de Barros Salgado pesquisam as aplicações do bambu. Existem também diversos engenheiros florestais que começam a desenvolver trabalhos de contenção de encostas.

Eventos e cursos sobre os diversos tipos de aplicação do bambu ocorrem regularmente e no mundo inteiro.

 


paginas    1 I 2


Info I Grupo I Produtos

Conteúdo desenvolvido: Raphael Moras de Vasconcellos- Rio de Janeiro / BRASIL
contato:
produzido por : COMDESIGN